Mestrado em Supervisão Pedagógica em Ensino das Ciências

21
Mai 08

      Nas escolas por todo o país, esta é a altura da escolha dos novos manuais escolares. Eu como docente de Física e Química, também tenho que os escolher. Não é uma decisão nada fácil. Considero, que apenas com a prática é que ficamos a conhecer as potencialidades ou não do manual escolhido. É óbvio que por questões económicas e ambientais, concordo com o uso do mesmo manual em vários anos. No entanto, se o manual não corresponde às expectativas do docente, tem que "aguentar" todo o tempo, mesmo com um manual que não aprecia. Talvez o futuro, venha a contornar este problema. De facto, há editoras que já têm os manuais acessivos electronicamnete. Quando isto se generalizar e usarmos o manual através do computador, podemos indicar às editoras as falhas, as sugestões, etc, que podem ser alterados num curto espaço de tempo.  Para além disto, já pensaram a quantidade de papel que vamos poupar? Mesmo agora, as nossas editoras, por questões estéticas, não assumem o papel reciclado como alternativa.

      A este propósit um dia destes uma colega de Inglês, contou-me que o seu manual, penso eu de 9ºano, já adoptado há uns anos, refere as novas tecnologias. O mais caricato é que refere o mp3 como algo do futuro. É óbvio, que neste momento já não é o futuro. Atrevo-me a dizer que já é quase o passado. Para além de estar completamente generalizado nos nossos jovens, já existe o mp4... Como ela própria me disse, os miúdos desligam-se completamnete quando isso é abordado, pois para eles isso já não tem segredos.  

      Vejam o site desta editora: www.textoeditores.com . É interessante. É uma das editoras que disponibiliza os manuais electronicamente.

publicado por anateresaa às 13:27
sinto-me:

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
27
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
VÍDEO DIGITAL
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO